em Blog

O que acha de investir em startups como clientes? Entenda melhor por que o coworking é um espaço perfeito para as atividades desse modelo de negócios!

As startups são empresas muito conhecidas por suas ideias inovadoras e um rápido crescimento e projeção no mercado. Muitas delas baseiam seus negócios em plataformas digitais, o que torna a dinâmica ainda mais flexível e enxuta. Apesar dessas características, uma startup não precisa necessariamente permear a área de tecnologia.

Na verdade, startup é toda empresa que possui um modelo de negócios escalável e repetível. Ou seja, ela consegue crescer sem que necessariamente seus custos aumentem de forma proporcional. Além disso, seus produtos e serviços podem ser fornecidos em larga escala, de forma replicada, da mesma maneira.

Muitas startups encontraram no coworking um espaço perfeito para as suas atividades. E você pode apostar nesse público para fazer uma parceria de sucesso. Entenda o porquê!

Maior flexibilidade

Ao alugar uma sala ou imóvel, a empresa precisa assumir contratos que podem perdurar por vários meses ou até mais de um ano. Além disso, sempre é necessário fazer ajustes no local, o que acaba onerando o empreendedor. Se a opção for pela compra do espaço físico, o investimento será ainda maior. Dessa forma, essas alternativas acabam sendo desvantajosas para as startups.

Um coworking, por outro lado, fornece toda a flexibilidade que a startup precisa. Nesse caso, só é preciso pagar pelo tempo e espaço que usar. Além disso, não é necessário gastar com mobília ou infraestrutura. Tudo está pronto para simplesmente entrar e trabalhar.

Networking produtivo

As startups são muito conhecidas pelo seu perfil inovador, criativo e dinâmico. Especialmente para empresas incipientes, ter contato com outros profissionais pode favorecer a geração de boas ideias para o negócio. No espaço de coworking, é possível encontrar pessoas que trabalham em diferentes áreas. Além disso, o próprio ambiente favorece a interação entre os talentos, contribuindo para que se iniciem conversas produtivas e, quem sabe, boas parcerias.

Redução de despesas fixas

Tanto os escritórios compartilhados quanto as salas privativas ajudam a startup a reduzir custos fixos que qualquer empresa precisa arcar, como água, internet, luz e manutenção de equipamentos de escritório. Como os valores são partilhados por todos os usuários do espaço, os custos acabam sendo menores. Além disso, o orçamento da startup fica muito mais organizado e previsível.

Melhorias no relacionamento com clientes e fornecedores

Os espaços de coworking são localizados em regiões centrais da cidade. Dessa forma, as startups ficam próximas de seus clientes e fornecedores, favorecendo essa relação. Além disso, nos escritórios compartilhados, é possível contar com uma infraestrutura que garante muito mais profissionalismo e credibilidade ao trabalho feito pela startup.

Por exemplo, auditórios, salas de reunião e salas privativas ficam à disposição das startups de modo a reunir parceiros, realizar encontros, dar maior privacidade ao trabalho do time ou mesmo para receber parceiros e clientes. Tudo isso com o atendimento de recepcionista e sala do café.

Em um coworking, mesmo startups iniciantes podem contar com recursos e serviços que poderiam ser encontrados somente em grandes empresas. Por isso, esse grupo se torna cliente em potencial para o seu escritório compartilhado. Que tal?

Gostou do artigo? Para mais conteúdos, me siga nas redes sociais. Estou no Instagram, Facebook e Youtube!

Deixe um Comentário