em Blog

E quando a inadimplência não é um problema?

Uma característica marcante de uma empresa de Coworking saudável é ter a recorrência como sua base estratégica para manter o faturamento sempre constante.

E o que é recorrência no negócio de Coworking? A recorrência acontece quando você oferece um contrato para o cliente que é faturado mensalmente e não tem data certa para terminar. Aliás, ele até tem data certa mas a renovação é automática então na prática, o contrato só termina quando o cliente se expressa que não quer mais continuar.

Essa prática é diferente da venda por hora ou por dia que é comum em Coworkings americanos e europeus. No modelo por hora, o cliente compra um número fechado de horas, utiliza elas e o contrato termina. Esse modelo ás vezes pode ser mais rentável mas ele não garante que o cliente vá renovar o contrato com o seu estabelecimento.

Os dois modelos de faturamento são seguros para o Coworking por um motivo muito simples, o faturamento é antecipado ao início do contrato. Ou seja, antes do cliente começar a usar os seus serviços, ele pagará por eles então o risco de inadimplência é bem pequeno. Uma vez que o cliente fica inadimplente, o uso do espaço é bloqueado então é muito fácil controlar se o cliente pagará em dia ou não nesses casos.

Quando inadimplência ocorre?

A inadimplência no negócio de Coworking acontecerá com maior frequência nos contratos de escritório virtual, comunidade ou eventos. E porque isso acontece? Porque nesse tipo de contrato, o cliente não está fisicamente na sua empresa, ou seja, são contratos que o cliente utiliza serviços virtuais de secretariado, endereço ou de relacionamento sem estar presente todos os dias então, mesmo que o bloqueio do cliente aconteça, ele não perceberá isso imediatamente para sanar o problema e os serviços voltarem a funcionar.

A inadimplência de um Coworking, nunca deve ultrapassar 3% do seu faturamento. Essa foi a média histórica que eu medi no meu próprio Coworking nos últimos 5 anos de funcionamento.

Com os anos, eu pude perceber alguns pontos que posso indicar como sendo interessantes para tentar evitar a inadimplência:

Enviar lembrete de vencimento um dia antes do mesmo. Como os serviços virtuais do Coworking possuem valores, geralmente pequenos, os clientes podem esquecer do pagamento. O lembrete ajuda a evitar isso.

Cadastrar o mau pagador nos registros de crédito como Serasa e CDL. Esse processo requer que você tenha um contrato ativo com esses estabelecimentos e existe um procedimento para incluir o cliente. Então meu conselho é que você obtenha diretamente do Serasa, qual é o procedimento formal para incluir o cliente nesses cadastros.

Utilizar a venda recorrente em cartão de crédito. Esse tipo de venda não exige que você comprometa o limite do seu cartão de crédito. Esse processo necessita que você se informe com a empresa que administra o seu recebimento pelo cartão de crédito mas em resumo, todos os meses, a administradora cobra o valor do contrato no cartão do seu cliente automaticamente, sem necessitar que o cliente digite senha ou assine uma autorização.

Concluindo, nesses anos de experiência no mercado de Coworking, a inadimplência nunca foi um fator preocupante para a empresa. No entanto, estamos sempre implantando novas práticas para que o índice dela se mantenha sempre baixo e controlável.

Deixe um Comentário