em Blog

Quando estamos iniciando um negócio é muito comum os deslumbramentos né. A reforma acaba saindo do planejado, o marketing sempre fica para depois de iniciar as atividades e o comercial geralmente fica para depois que abrir as portas.

Situações como essa são muito mais comuns do que imaginamos e além disso tudo ainda tem o famoso nicho que as pessoas tanto adoram. Eu não sei porque, mas muitas pessoas são muito apegadas as suas profissões e eu confesso que eu só iria me apegar a minha profissão se eu exercesse ela continuamente.

No meu caso, eu sou formada em Administração de Comércio Exterior. O Bacharel é administração mas o que quero dizer é que nunca trabalhei e nem pretendo trabalhar com Comex. E daí fico me perguntando, se a pessoa está virando um empresário, porque ele deveria se preocupar em atrair só advogados ou só engenheiros para o seu negócio?

Eu até concordo que você queira montar um coworking nichado em áreas muito especificas, por exemplo, área da saúde, coworking de culinária, coworking de moda ou coworking de beleza. Essas são áreas que realmente ficaria estranho uma sala executiva dentro de um coworking de beleza.

Mas os outros tipos de coworking eu não vejo muito sentido nichar tanto. Até mesmo porque acho muito proveitoso que vários ramos de atividade se unam para compartilhar o ambiente. A troca fica mais rica e a experiência do usuário melhor.

Mas ainda assim, se você quiser ter um Coworking de nicho, tenha em mente que esse coworking poderá ser aberto para várias profissões mais cedo ou mais tarde e está tudo bem com isso, ok?

Se eu fosse um advogado, por exemplo, e quisesse fazer um coworking de advogados, eu iria montar uma estrutura mais corporativa, menos descolada, com mais salas privativas, colocaria talvez as atendentes estagiárias de direito, se eu tivesse espaço, eu até disponibilizaria um arquivo para o meu cliente advogado, apesar de hoje os processos serem todos eletrônicos. Faria um ambiente mais formal no meu marketing, eu faria o marketing para atingir o público de advogados e também o marketing para atingir o público em geral.

E obviamente, eu não colocaria o nome do meu coworking especificado demais com a área de advocatícia. Colocaria um nome mais genérico, talvez um nome mais sóbrio, é com tranquilidade que eu afirmo que um dia você vai abrir as portas para outros tipos de empresa e vai ser muito bom quando você fizer isso!

Deixe um Comentário