em Blog

Estamos vivendo um período de crise econômica global, devido a pandemia. Como o seu coworking pode driblar esse momento de crise e ainda alavancar as vendas? Neste post eu vou falar um pouco mais sobre o escritório virtual, uma saída rentável para driblar a crise no seu coworking!

O momento

A pandemia afetou fortemente os setor de coworkings no Brasil. De acordo com uma pesquisa recente divulgada pelo Coworking Brasil, 73% dos espaços de coworkings encontravam-se fechados no início de abril. Outro dado que preocupa os empresários é a saúde financeira de seus escritórios. Apenas 27,5% dos empreendedores ouvidos pelo levantamento afirmam conseguir segurar
mais dois meses sem fluxo de caixa.


Em relação à perspectiva de futuro, os entrevistados pela pesquisa acreditam que
precisarão de três meses ou mais para o fluxo de pessoas voltar ao normal nos
seus espaços. Já 20,8% dos donos de escritórios compartilhados crêem que levará
cerca de seis meses para que as movimentações voltem ao patamar da pré-crise.

Embora as perspectivas sejam assustadoras, existe uma luz no fim do túnel e que
pode ser o melhor caminho para ajudar os coworkings nesta retomada: aumento
por serviços de escritórios virtuais. Tanto aqueles que já oferecem este tipo de
produto quanto aqueles que ainda não investiram na modalidade deve olhar com
uma outra perspectiva de negócio ao proporcionar uma alternativa aos pequenos e
médios empresários que tiveram que se desfazer do aluguel de uma sala comercial
para reduzir custos ou mesmo os empreendedores emergentes, que foram
demitidos por conta da pandemia e se tornaram MEI como forma de conseguirem
uma renda.

Porque apostar no escritório virtual


Sem renda, milhares de brasileiros devem recorrer ao próprio negócio. O escritório
virtual é uma modalidade de serviço barata e pode ser uma alternativa para quem
está com o caixa zerado e sem uma sala própria. Com esse serviço, é possível
profissionalizar uma empresa. Além do atendimento telefônico personalizado e
gestão de correspondência, há uma central de recados própria e um suporte
operacional.

Ao proporcionar esse tipo de serviço ao cliente, o coworking poderá manter o
fluxo de suas operações e retomar mais rapidamente o seu capital de giro, tão
importante para a saúde financeira da empresa. Ele é de suma importância para a
boa administração financeira da empresa e não pode ser negligenciado. Porém, o
que acontece é que, muitas vezes, o empresário sequer sabe do que se trata ou
então o considera algo secundário.


Em um momento de incertezas e de uma redução significativa da arrecadação, os empreendedores precisam tentar retomar o seu capital de giro com rapidez, para garantir a continuidade dos negócios. Em outras palavras, quanto maior for o capital de giro, maior será o tempo que a empresa poderá se manter em atividade, com suas obrigações em dia, mesmo que ela deixe de receber qualquer valor que seja.

Deixe um Comentário