em Blog

Essa palavra está na moda, as vezes até eu me enrolo para falar o nome dela Built to Suit, enfim nem sabia o que era isso, mas aí eu resolvi pesquisar e cheguei à conclusão de que é você pegar e adequar um espaço de acordo com a necessidade do seu cliente, com a decoração, com as salas, com o ambiente, o jeito e a forma que o cliente quer. Bom faço isso a muito tempo e quem já está no mercado a mais tempo também faz. A primeira vez que fiz isso foi em 2012 e a última vez foi no final do ano passado em uma empresa de tecnologia.

A pessoas estão montando estruturas adequadas de acordo com o que o cliente necessita, então o cliente pega e fala eu quero um ambiente de 100 metros quadrados e esse ambiente tem que ter sala de reunião, essa sala tem que ter mesinha redonda, tem que ter uma sala de CPD com raque, tem que caber 80 pessoas dentro, muitas vezes os clientes pedem isso em lugares que não são a sede do seu Coworking, eu acho que é aí que mora o perigo.

Dicas:

No ano passado um cliente fechou um contrato até agosto e se estendeu até Outubro, peguei e montei um outro andar da minha empresa no prédio onde fico no sétimo andar, montei uma estrutura de acordo com que o cliente precisava ele não podia ter divisórias entre as mesas, eram 40 pessoas, tinha que ser pranchão, tinha que ter uma circulação entre cada pranchão, os dois banheiros, precisava ter uma mesa redondinha na sala de reunião e precisava de uma sala separada para eles discutiram alguma coisa , ar condicionado, persianas, a gente montou só que num ambiente fora do Coworking mas estava no mesmo prédio que é mais fácil. No entanto a minha planilha de custo eu me lembro que no início eu ia cobrar R$ 15.000,00 por mês pro ambiente de 40 pessoas e aí depois nós fizemos as contas eu orçei e vi que R$ 15.000,00 não dava, então R$ 23.000,00 por mês desse cliente. Era um contrato temporário e que não aceitava ser de longo prazo.

Quando o cliente aceita ter um contrato de longo prazo, ótimo! Você faz um investimento e coloca as despesas dentro do contrato na sua planilha de custo e acaba que o negócio se pagam num determinado momento, no meu caso um negocio que era de 4 meses virou de 8 meses. O sétimo andar que era meu, já não é mais, devolvi e aí entra a negociação com o dono do imóvel.

Uma dica que dou é fazer uma planilha de receita e despesas pelo menos nos três primeiros meses e ver se o valor que você vai cobrar vai cobrir esses custos que você tem no aluguel, no condomínio, reformas se forem necessárias, você vai ter que colocar isso na sua planilha porque ao longo do tempo isso tem que se pagar. Ter uma projeção ajuda muito e uma previsão pra você não entrar no escuro porque geralmente são grandes empresas que pedem esse tipo de contrato. As grandes empresas geralmente tem um determinado padrão de contrato que você tem que tomar cuidado, porque ela te exige muito e se você não prestar a atenção ela pode cancelar com você a qualquer momento e você ficar na mão.

Um Grande Abraço.

Deixe um Comentário