em Blog, Espaços de Coworking, Negócios e Gestão

Quem pensa que montar um coworking é simplesmente colocar mesas, cadeiras, uma recepcionista e conexão com internet em um imóvel está muito enganado.

Além da estrutura organizacional e portfólio de serviços que um coworking deve oferecer para atender as necessidades de seus clientes, pensar no layout do espaço é fator decisivo para atrair o mercado.

Ambientes abertos, com iluminação adequada e mobiliário confortável ajuda muito para a sinergia daquele local acontecer e os profissionais se sentirem acolhidos.

Ninguém gosta de trabalhar em um ambiente escuro, apertado, mal decorado e desconfortável, concorda?

Isso dificulta até o fechamento de negócios quando existem as reuniões presenciais.

Mas cada imóvel tem suas possibilidades e cada público que pode procurar pelo coworking tem suas necessidades. Então, como saber qual é o layout adequado?

 

FAÇA UM ESTUDO DE LAYOUT PARA O SEU AMBIENTE

Para minimizar gastos e tempo, o ideal é contar com um profissional. Arquitetos possuem o know how para projetar ambientes confortáveis, que não atrapalhem a circulação, favoráveis à comunicação e interação entre os coworkers.

Muito além de deixar o local agradável de se ver, a preocupação com o layout conta pontos com os seus clientes, pois um projeto bem executado melhora a qualidade de vida e o clima organizacional dentro do coworking, aumenta a produtividade e a satisfação.

Isso quer dizer que um espaço compartilhado que seja tão funcional quanto bonito atrai mais interessados, ou seja, mais chances de você lucrar com novos contratos.

 

O QUE LEVAR EM CONTA NA HORA DE REALIZAR O ESTUDO DE LAYOUT

Depois que você descobrir quem é o público que você quer atender, ficará mais fácil de saber quais elementos seu coworking deve ter.

Porém, algumas regras se aplicam a todos.

As cores do ambiente influenciam no humor. Tente não deixar nada muito vibrante mas, também, evite cores que escureçam o local.

A decoração deve ser acolhedora – muitos coworkers migram de home offices e, por isso, quanto mais se sentirem “em casa”, melhor. Utilizar plantas e quadros ajuda a criar um ambiente aconchegante.

Certifique-se que a circulação entre as mesas não fique comprometido. Ninguém gosta de ter que ficar puxando a cadeira para o outro passar o tempo todo.

Em resumo, o layout de um coworking conta tanto quanto os serviços que você pode oferecer. E ter um ambiente diferenciado pode destacar você em um mercado cada vez mais competitivo.


Quer saber mais sobre possíveis formatos de coworking e como atender um público alvo específico? CLIQUE ABAIXO e  veja como eu posso te ajudar a construir um coworking de sucesso.


Conheça o Treinamento Coworking Express

Comentários